Principal / Mistura Fina / O Mistura Fina realizou uma entrevista com o ex-deputado Vieira da Cunha
04 - MISTURA FINA

O Mistura Fina realizou uma entrevista com o ex-deputado Vieira da Cunha

O Mistura Fina realizou uma entrevista com o ex-deputado Vieira da Cunha. Segundo ele, foram os 4.500 votos recebidos em Taquari que garantiram sua reeleição a deputado federal em 2010. Vieira da Cunha deixou a política e planeja estudar em Lisboa. Confira a entrevista:

Mistura Fina – Vai concorrer a algum cargo político?
Vieira da Cunha – Este ano não concorrerei.

MF – Saiu da política? Por quê?
Vieira da Cunha – Após 20 anos consecutivos de exercício de mandato parlamentar, achei que era hora de um projeto maior: concorri a Governador em 2014. Como todos sabem, não tive sucesso. Quando me preparava para retomar a minha carreira de membro do Ministério Público, o Governador eleito, José Ivo Sartori, me surpreendeu com o convite para assumir a Secretaria de Educação. Como se tratava da educação, bandeira histórica do partido e do meu líder, Leonel Brizola, entendi que deveria aceitar a missão.
Entretanto, o Governo Sartori tomou um rumo tal, que se tornou insustentável a participação do PDT na administração. Saí da Secretaria mesmo antes do partido decidir deixar o Governo, pois pretendia concorrer a Prefeito de Porto Alegre, candidatura que se inviabilizou pela falta de apoio do Fortunatti, que preferiu apoiar o seu vice, Sebastião Melo. A inviabilidade da candidatura a Prefeito e as divergências com o Governo Sartori criaram as condições para o meu retorno ao Ministério Público.
Já faz dois anos que retomei a minha carreira. Não me arrependo. Pelo contrário. Estou vivendo uma fase da vida de grande satisfação pessoal e realização profissional.
Atuo como Procurador de Justiça junto à Terceira Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado. Pretendo fazer um mestrado em Ciências Criminais, possivelmente na Universidade de Lisboa.
Afastei-me dos cargos de direção partidária, pois a militância política é incompatível com as minhas atuais funções de membro do Ministério Público. Mas permaneço filiado ao PDT, meu primeiro e único partido.

MF – Como fica sua relação política com Taquari?
Vieira da Cunha – Meus vínculos com Taquari remontam ao início da década de 90, quando presidi a CEEE no Governo Collares. À época, levamos energia elétrica a comunidades carentes do município. Depois, como deputado federal, fiz várias emendas ao Orçamento da União que viabilizaram diversas e importantes obras na cidade. Tudo isso foi reconhecido pela população taquariense, que sempre me honrou com expressivas votações. Recordo-me que tive uma reeleição difícil em 2010, e foi graças aos mais de 4.500 votos que fiz em Taquari que mantive a minha cadeira na Câmara dos Deputados.
Tenho dívida eterna com Taquari. Recebi da Câmara de Vereadores o título de cidadão e me sinto um taquariense. Independentemente da política, meus vínculos com Taquari são muito fortes. Quando visito a cidade, sou sempre recebido com muito carinho, e isso não tem preço.

Pastora Mara diz que ladrões só passeiam no Rincão, não moram lá

Na edição de 3 de agosto do Mistura Fina, saiu uma nota com o título “Até no Rincão tem”, em que a vereadora Pastora Mara (PSDB) fala sobre o aumento da criminalidade na comunidade de Rincão São José: “Aqui no Rincão, não precisa ter chave nas portas. Hoje, existe ladrão até aqui no Rincão”.
Na sessão do Legislativo realizada nesta segunda-feira, dia 20, a Pastora Mara disse que foi mal interpretada. Segundo ela, os ladrões não moram no Rincão, mas visitam a comunidade. “Então, foi isso que eu quis dizer, que lá no Rincão os ladrões estão passeando por lá, não que tem ladrão lá. Tudo que eu quero é que não tenha ladrão no Rincão, que não tenha ladrão no Passo da Aldeia, em lugar nenhum, que na nossa cidade não tenha, e se vier de fora também, que Deus nos livre deles também”.

Susto

MISTURA FINA - Carro A NETNa madrugada de quarta para quinta-feira, por volta das 2h, a costureira Vera Beatriz Martins levou um grande susto. A moradora da rua Eraldo Heberle de Freitas, no Parque do Meio, dormia quando ouviu um barulho. Foi ver e havia um carro vermelho dentro do seu terreno. “Ele deu ré muito rápido e foi embora”. Vera Beatriz fez uma ocorrência policial e foi ao médico, pois desde o ocorrido ficou muito nervosa. Ela diz que é comum acidentes em sua rua.

 

 

 

 

 

Sem previsão

De acordo com a assessora Michele Cardoso, da Superintendência de Varejo e Governo do Banco do Brasil, ainda não há previsão da reabertura da sala de autoatendimento da agência de Taquari. Em março deste ano, o espaço foi destruído em uma explosão por criminosos. O banco conta apenas com um caixa de autoatendimento dentro da agência.

Sem previsão 2

Há cerca de quatro meses um tablet e um notebook desapareceram de dentro do prédio da Câmara de Vereadores. O presidente do Legislativo José Harry Saraiva Dias disse que não fala mais sobre o assunto. O prefeito Maneco foi consultado sobre o assunto e declarou: “Estamos com muita sindicâncias em andamento, quase uma centena, para apenas três servidores, que ainda exercem outras funções. Então, tem que ser no tempo possível, infelizmente”.

Além disso, verifique

04 - MISTURA

Conforme o Daer, será realizado recapeamento de 11km de extensão

A obra de recapeamento e sinalização da Aleixo Rocha iniciou na segunda-feira, dia 17 de ...

xu hướng thời trangPhunuso.vnshop giày nữgiày lười nữgiày thể thao nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcmphụ kiện thời trang giá rẻ