Taquari, 19 de Junho de 2018
NOTÍCIAS
06/04/2018
Farmacentro completa 22 anos neste mês

A Farmacentro, de propriedade da farmacêutica Maria Beatriz Bizarro, completa, em abril, 22 anos de existência. A farmácia está instalada desde o início da atividade na rua 7 de Setembro, no Centro.
O trabalho começou com o comércio de medicamentos em uma sala de aproximadamente 32 metros quadrados, tendo a proprietária e duas atendentes.
Natural de Taquari, Maria Beatriz conta que, quando abriu a farmácia, trabalhava na empresa Milenia (hoje Adama). “Comecei a farmácia a partir da vontade de fazer, também, um trabalho social. Sempre gostei da parte de manipulação, mas só montei meu laboratório quando pude  me dedicar única e exclusivamente à Farmacentro”. Ela passou a oferecer, então, medicamentos manipulados e, naquela época, atuava sozinha no laboratório. “Lembro que comecei só com cápsulas”, recorda.
Hoje o espaço físico da farmácia é de 180 metros quadrados, e há 13 colaboradores - sendo quatro no laboratório e oito atendentes, e são disponibilizadas, além das cápsulas, as formulações de cremes, xaropes, homeopatias e florais. “Foi tudo um crescimento, fomos aprendendo um dia após o outro, investindo em equipamentos e treinamentos para atender às necessidades da população.
Na farmácia não temos rotina. É um dia diferente do outro, são as pessoas que chegam no balcão, um medicamento novo ou alguma novidade que trazemos no espaço de perfumaria e manipulação de fórmulas. A farmácia tem uma dinâmica e quem olha de fora não sabe que temos que comprar mercadoria, fazer pesquisa de preço, dar entrada no medicamento, conferir estoque, colocar na prateleira, anotar as encomendas, fazer tele-entrega”, sempre visando   a um atendimento especial e diferenciado”, avalia. 
A empresa disponibiliza ainda a sala do atendimento farmaceutico onde é realizada a aplicação de injeções, aferição de pressão arterial e teste de glicemia para diabéticos. Conforme Maria Beatriz, através desses exames já foi possível diagnosticar hipertensos e diabéticos que desconheciam o problema. Para este ano, como a farmácia integra a rede Associadas há quatro anos, será feita a layoutização do prédio, para padronizar a identificação, e, a partir do segundo semestre, a implementação do  atendimento farmacêutico. “Estou terminando a pós-graduação nesta área e é uma parte que quero me dedicar porque vejo que a população está carente deste atendimento”. Ela explica que, frequentemente, recebe pacientes que precisam de várias medicações. “A minha função e da colega farmacêutica, Intiane, será a de prestar a orientação e esclarecer as dúvidas de forma individualizada. Atendemos muitas pessoas idosas que são sozinhas em casa e não têm quem as auxilie. Muitas vezes o paciente vai ao médico não comenta com o profissional que está tomando determinada medicação e pode estar tomando a mesma que foi prescrita com nomes diferentes, o que acaba tendo efeitos colaterais e uma superdosagem”, explica. A função do atendimento da farmacêutica é orientar e, se necessário, entrar em contato com o médico e fazer um encaminhamento.
Sobre a história da Farmacentro, a empresária destaca: “É uma empresa familiar. São funcionários que entraram, há 22 anos ou pouco menos e fazem parte da família. “Eu acredito que a seriedade e o profissionalismo de toda a equipe é que fazem da Farmacentro uma empresa forte e respeitada. 
 

VÍDEO

No dia 16 de maio, um bugio que estava no Bairro Praia teve um choque ao deitar-se sobre os fios de energia elétrica. Ele caiu dos cabos da rede e foi socorrido por pessoas que estavam nas proximidades, entre elas, o agricultor Seloí Lang, conhecido por Nego do Rincão, que fez massagem e assoprou sua boca.

mais vídeos

 
CLIMA
 
EDIÇÕES
Contato
(51) 3653.3795
(51) 3653.4719
(51) 9861.6358

Copyright © Jornal O Fato Novo 2013. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por