Taquari, 19 de Junho de 2018
NOTÍCIAS
23/03/2018
MISTURA FINA: Câmara de Taquari ainda está entre as que mais gastam com diárias

Embora a Câmara de Vereadores tenha feito uma economia significativa com diárias no segundo semestre de 2017, os dados do Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Sul (TCE-RS) mostram que o Legislativo de Taquari ainda está entre os que mais gastaram com diárias na região. No ano passado, R$ 26.738,28 foram utilizados para custear despesas de viagens feitas por vereadores e servidores.
Do valor, R$ 23.592,60 foram gastos no primeiro semestre do ano e R$ 3.145,68 no segundo semestre. Segundo o presidente da Câmara em 2017, Ademir Fagundes (PDT), o gasto no primeiro semestre se deve a viagens realizadas a Brasília, em busca de recursos e para pleitear a não instalação de pedágios em rodovias gaúchas. “No final do ano, nós começamos a rever um pouco esses gastos para ajudar com as contrapartidas das obras do município, economizamos para devolver esse dinheiro para o município. A gente foi se segurando de todas as formas, os vereadores viajando com o próprio dinheiro. Tentamos fazer o máximo que a gente pôde”, explicou Ademir. Para o vereador, o esforço para economizar no segundo semestre valeu a pena.
Mesmo assim, a Câmara de Taquari foi a quinta que mais gastou com diárias em 2017. O primeiro lugar ficou com Encantado, que pagou R$ 62.634,00 para cobrir despesas de vereadores e servidores em viagens. A segunda que mais gastou foi Muçum, com R$ 54.582,76; a terceira, Bom Retiro do Sul, com R$ 37.440,00; e a quarta, Teutônia, com R$ 28.381,00.
Já as que tiveram menos gastos foram Arroio do Meio e Pouso Novo, que não pagam diárias a vereadores ou servidores. Em Arroio do Meio é paga apenas a hospedagem dos vereadores quando precisam dormir em outros municípios. Em 2017, foram gastos R$ 1.172,60 com hospedagem. Já Pouso Novo paga a hospedagem e concede um adiantamento ao vereador para a locomoção. Com hospedagem, em 2017, a Câmara de Pouso Novo gastou R$ 2.939,14. Já Cruzeiro do Sul paga diárias a seus vereadores e servidores. No entanto, o gasto total com diárias de Cruzeiro do Sul não consta nos sites do TCE ou da própria Câmara. No site do Legislativo, aparece apenas o valor pago por notas apresentadas pelo vereador ou servidor, e nunca o total dos gastos. A assessoria da Câmara de Cruzeiro do Sul, por telefone, não quis informar o valor total pago pelas viagens de seus vereadores e servidores, nem divulgou o número do telefone do presidente da Casa, Adriano Antônio Schneider (PSDB), para que a reportagem pudesse conversar diretamente com ele. O Mistura Fina não conseguiu apurar o total gasto pela Câmara deste município.
 
“A presidente eleita no país é ela”
 
O prefeito Maneco tem realizado algumas transmissões ao vivo pelo Facebook para passar informações e interagir com a comunidade. Nos vídeos, algo que chama atenção é o quadro da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), que foi destituída do cargo em agosto de 2014, após sofrer impeachment. A imagem da petista está fixada na parede, atrás da mesa de Maneco, no Gabiente do Prefeito de Taquari.
Nesta semana, o Mistura Fina conversou com Maneco sobre o motivo de o quadro permanecer ali. “A presidente eleita do país é ela, esse que está lá não foi eleito. Quem foi votada na urna foi ela, então quem ganhou a eleição foi ela. É uma presidente legítima no país dela”, disse o prefeito de Taquari. O quadro ficará na parede não só até a data em que terminaria o mandato de Dilma, 31 de dezembro de 2018, mas, enquanto Maneco for prefeito, a imagem deve permanecer no gabinete. “Vou manter depois também pela admiração que eu tenho por ela, mas aí vai estar como uma personalidade, não mais como presidente”, contou Maneco.
 
Maneco e João Batista não sabem se vão a deputado
 
O Mistura Fina conversou com o prefeito Maneco (PT) e com o ex-vereador João Batista (PSDB) sobre suas possíveis candidaturas a deputado estadual. Embora ninguém descarte a possibilidade, nada está decidido.
Maneco é prefeito de Taquari desde o ano de 2013 e disse que ainda há muito a  pensar sobre uma candidatura a deputado. “O prazo máximo para eu deixar a Prefeitura é até o dia 6 de abril. Até lá, tem muita coisa que pesar ainda”, considerou. Segundo ele, a princípio, a meta é terminar o mandato de prefeito em Taquari, no entanto, se for decidido que o melhor para a cidade seria a sua candidatura a deputado, tudo pode mudar.
João Batista foi vereador de Taquari por 16 anos (2000/2016) e atualmente trabalha como chefe de gabinete da Secretaria Municipal do Desenvolvimento Econômico, da Prefeitura de Canoas. Segundo João, seu nome é um dos cogitados pelos tucanos para uma candidatura a deputado estadual pelo Vale do Taquari. No entanto, nada está decidido. “Vários fatores ainda estão indefinidos, não há uma decisão”, reforçou. Além dele, estariam na disputa por esta candidatura a vereadora de Lajeado, Mariela Portz, e o vereador de Teutônia, Marcos Quadros. 
 
Na caravana do Lula
 
Alguns taquarienses acompanharam a Caravana do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva (PT), que passa por municípios do Rio Grande do Sul durante esta semana. O prefeito Maneco foi um deles. Presidente da Associação dos Prefeitos e Vice-prefeitos do PT no Rio Grande do Sul, Maneco disse que ajudou a organizar a caravana e também acompanhou parte do roteiro ao lado de Lula, Dilma, Olívio e outros politicos petistas. Havia a expectativa em Taquari de que a caravana pudesse passar pelo município, no entanto, por função de logística, isso acabou não se concretizando.

 

VÍDEO

No dia 16 de maio, um bugio que estava no Bairro Praia teve um choque ao deitar-se sobre os fios de energia elétrica. Ele caiu dos cabos da rede e foi socorrido por pessoas que estavam nas proximidades, entre elas, o agricultor Seloí Lang, conhecido por Nego do Rincão, que fez massagem e assoprou sua boca.

mais vídeos

 
CLIMA
 
EDIÇÕES
Contato
(51) 3653.3795
(51) 3653.4719
(51) 9861.6358

Copyright © Jornal O Fato Novo 2013. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por