Taquari, 19 de Junho de 2018
NOTÍCIAS
09/03/2018
Talento da região no Margs

O fotógrafo Leonardo Kerkhoven, 38 anos, está participando da exposição Fragmentos de uma Cidade Invisível, no Museu de Arte do Rio Grande do Sul (Margs), em Porto Alegre. Natural de Teutônia, o fotógrafo passou boa parte de sua vida em Paverama, onde residem seus pais, Loímir e Leoni Kerkhoven.
Morador da Capital atualmente, o fotógrafo recebeu o convite para expor suas imagens no Margs, através do curador da exposição, Fábio André Rheinheimer, o qual conhecia o seu trabalho. “Eu fiquei muito lisonjeado, muito orgulhoso e feliz pelo reconhecimento e por tudo que isso representa. É diferente de conquistar um contrato com uma empresa que vai te render uma bela grana. Ok, isso é dinheiro. Mas receber essa representatividade, esse reconhecimento é diferente, tu sente de forma diferente, até por poder explorar esse lado mais artístico”, conta o fotógrafo.
Leonardo tem duas fotos na exposição, que busca retratar tanto o corpo humano, quanto elementos urbanos. As duas imagens foram fotografadas em 2016, durante um intercâmbio nos Estados Unidos.
Uma das fotos foi feita na Praia, em San Diego. “Eu fui fotografar, caminhar com a câmera e equipamentos, que é uma coisa que tu podes fazer lá tranquilamente em virtude da segurança, coisa que eu não consigo fazer em Porto Alegre, por exemplo. Quando cheguei na praia, vi um menino fazendo uma espécie de bananeira, Yoga, e achei muito interessante aquilo”, lembra. A foto do jovem com as mãos e cabeça sobre a areia e os pés para cima acabou sendo invertida pelo curador da exposição. “Ficou bem interessante, quando se olha na exposição, é como se o menino que estava plantando bananeira estivesse de pé, segurando o mundo àcima dele”, conta. A foto recebeu o nome de Segurando o Mundo.
A outra imagem, feita num observatório em Los Angeles, mostra uma placa com a inscrição To Telescope (para o telescópio), e recebeu o nome de Vendo Além. “No caso, através do telescópio”, explica o fotógrafo. Segundo Leonardo, a placa fica no mesmo local em que está situado o letreiro Hollywood, que é comumente mostrado em filmes. “Eu tirei a foto na primeira vez que fui a Los Angeles. Era uma final de tarde e a imagem ficou muito legal, chama atenção pelas cores do céu, pois o pôr do sol na Califórnia é maravilhoso”, destacou o fotógrafo.
Esta não é a primeira vez que Leonardo participa de exposições. Embora o foco principal do seu trabalho seja a fotografia social e corporativa, Leonardo já participou de outras duas exposições. Uma delas na época da faculdade, em que foram fotografados projetos sociais que ocorriam em Porto Alegre. E outra com fotos de pacientes do Instituto do Câncer Infantil que tiveram êxito no tratamento. “Mas essas exposições não ficaram em museus. A primeira foi na Câmara de Vereadores de Porto Alegre e a outra foi uma exposição itinerante, que passou pela rua coberta de Gramado e por shoppings em Porto Alegre. Essa é a primeira exposição em Museu”, conta. Para ele, está sendo uma honra participar da exposição e receber o prestígio de clientes, familiares e amigos. “Nada se compara a tu estares num lugar dedicado a isso, um templo da arte. E não é qualquer museu, é o Margs, o maior museu do estado em tamanho, representatividade e acervo”, salienta.
Além de Leonardo, participam da exposição outros 23 artistas convidados e quatro artistas do acervo do Margs.
 

VÍDEO

No dia 16 de maio, um bugio que estava no Bairro Praia teve um choque ao deitar-se sobre os fios de energia elétrica. Ele caiu dos cabos da rede e foi socorrido por pessoas que estavam nas proximidades, entre elas, o agricultor Seloí Lang, conhecido por Nego do Rincão, que fez massagem e assoprou sua boca.

mais vídeos

 
CLIMA
 
EDIÇÕES
Contato
(51) 3653.3795
(51) 3653.4719
(51) 9861.6358

Copyright © Jornal O Fato Novo 2013. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por