Taquari, 20 de Outubro de 2018
NOTÍCIAS
26/01/2018
Mulher aguarda há mais de um ano cirurgia para remoção do útero

No início do ano passado, Luciana de Castro Marcelino, 40 anos, foi diagnosticada com uma doença chamada metrorragia, que causa o sangramento anormal do útero. Segundo Luciana, devido à gravidade da situação, ela deveria realizar o quanto antes uma cirurgia para remover o útero e parar o sangramento. 
Porém, ela ainda aguarda uma resposta da Secretaria da Saúde para realizar a cirurgia pelo Sistema Único de Sáude (SUS). “Isso já vem há um ano. Me disseram que estava tudo encaminhado para eu ir no hospital retirar o útero. Mas eu não tive resposta desde então”, relata.
Enquanto isso, a doença afetou drasticamente a rotina de Luciana, que antes de ser diagnosticada pela doença, trabalhava como balconista e agora precisa ficar em casa. “Não consigo nem trabalhar. Eu não tenho mais vida social porque não consigo sair da cama. Fico muito fraca e preciso ir pro hospital.”
Devido ao frequente sangramento, ela precisa utilizar fraldas. E quando perde bastante sangue, ela precisa de doações, que são realizadas por familiares no Hemocentro de Porto Alegre. Além disso, Luciana disse que, periodicamente, é acompanhada por um ginecologista no município de Montenegro.
Entretanto, para que os sangramentos acabem, ela afirma que precisa remover cirurgicamente o útero. Por isso, faz um apelo ao poder público. “Aqui no hospital eu faço injeção para estancar o sangramento até a cirurgia. Mas até quando eu vou ficar fazendo essa injeção? Se eu fizesse a cirurgia, a minha vida volta ao normal.”
 
O que diz a Prefeitura
 
O Fato Novo entrou em contato com a assessoria de imprensa da Prefeitura Municipal, que,  em nota, afirmou que Luciana tem agendada para o dia 5 de fevereiro, às 8h, uma consulta no Hospital Presidente Vargas, na especialidade de Ginecologia Cirúrgica.
 

 

VÍDEO

No dia 16 de maio, um bugio que estava no Bairro Praia teve um choque ao deitar-se sobre os fios de energia elétrica. Ele caiu dos cabos da rede e foi socorrido por pessoas que estavam nas proximidades, entre elas, o agricultor Seloí Lang, conhecido por Nego do Rincão, que fez massagem e assoprou sua boca.

mais vídeos

 
CLIMA
 
EDIÇÕES
Contato
(51) 3653.3795
(51) 3653.4719
(51) 9861.6358

Copyright © Jornal O Fato Novo 2013. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por