Taquari, 23 de Fevereiro de 2018
NOTÍCIAS
19/01/2018
TABAÍ: Arsênio avalia 2017 e fala de sua expectativa para 2018

O Fato Novo segue entrevistando os prefeitos dos municípios onde o jornal circula.  O entrevistado desta edição é o prefeito de Tabaí, Arsênio Cardoso, que avalia o ano passado e destaca a sua perspectiva sobre 2018. 
Já no inicio de sua entrevista, ele afirma que o ano de 2017 foi o mais difícil. “A crise assolou o país e fez com que os pequenos municípios, que dependem inteiramente do Fundo de Participação, que é a principal fonte financeira e totalmente vinda do governo federal, fossem penalizados. O Fundo de Participação depende da situação econômica e financeira em que o Brasil se encontra: se está boa, a arrecadação é alta,se está ruim, a arrecadação é baixa,” diz ele.
Para Cardoso, entretanto, além de realizar os serviços essenciais para o crescimento do município, foi necessário consertar máquinas e veículos que se encontravam depredados. “Fizemos um planejamento em que, ao longo do ano, iríamos consertando alguns para trabalhar e, consequentemente, o conserto total da frota. Só que não prevíamos que o mau estado de conservação não permitiria tal processo, uma vez que os equipamentos dados como recuperados, logo depois voltaram para a oficina, e a falta de dinheiro foi o principal empecilho para que nosso objetivo fosse alcançado”. 
 
Novo visual
 
O prefeito lembra que conseguiu dar novo visual ao município, através de pinturas e limpezas, “mas ainda precisamos melhorar e esperamos que aumente a arrecadação. O principal projeto era, e ainda é, a retomada do crescimento, para posteriormente valorizar os servidores, pois acreditamos que as pessoas do município são o nosso maior bem. Portanto, conseguimos crescer no processo de geração de emprego e renda. Também implantamos um berçário estudantil e social para crianças de 06 meses a 03 anos, dando várias condições de emprego. Outra conquista foi a implantação da Escolinha de Futebol e outros esportes”. 
 
Planos para 2018
 
Em 2018,  pretendemos equilibrar o orçamento, regularizar pendências; investir em mais geração de emprego e renda, visando a melhorar a arrecadação; aprimorar os serviços de saúde e educação, que são essenciais; valorizar mais os servidores públicos, realizar obras, e etc.
No ano de 2018, o orçamento previsto é menor que o de 2017, mas pretendemos progredir, pois já compramos veículos que não tínhamos, nosso sistema de atendimento na Saúde está quase alcançando o objetivo pretendido, a estrada de Aterrados está praticamente quitada e outras prestações de contas que tivemos de realizar.” 
 
Dificuldades
 
Arsênio diz que teve várias dificuldades em 2017. “Porém recomeçamos um processo de reconstrução, com a ajuda de pessoas influentes no município, para lidar com os problemas que surgem, como a falta de recursos. Os secretários pegaram junto e contribuíram para a realização de algumas coisas necessárias para que empresas se instalassem no município”. Por fim, o prefeito lembrou que foi importante a boa relação que teve com o Legislativo em 2017 e que espera, até o final de sua administração, que esta relação saudável permaneça.
 

VÍDEO

No dia 16 de maio, um bugio que estava no Bairro Praia teve um choque ao deitar-se sobre os fios de energia elétrica. Ele caiu dos cabos da rede e foi socorrido por pessoas que estavam nas proximidades, entre elas, o agricultor Seloí Lang, conhecido por Nego do Rincão, que fez massagem e assoprou sua boca.

mais vídeos

 
CLIMA
 
EDIÇÕES
Contato
(51) 3653.3795
(51) 3653.4719
(51) 9861.6358

Copyright © Jornal O Fato Novo 2013. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por