Taquari, 18 de Novembro de 2017
NOTÍCIAS
10/11/2017
Grupo Rodoquímica produz mais de 50 itens

Na fábrica do Grupo Rodoquímica, localizada na Rodovia Aleixo Rocha da Silva, no acesso a Taquari, são produzidos itens para uso na construção civil, saneantes e toda linha de aditivos para concretos e argamassas, também uma linha completa de limpeza de piscinas. 
Um produto inovador também é fabricado na sede local, a manta termo acústica de lã de PET (Politereftalato de etileno), produzida 100% com garrafas PET.
O portfólio da empresa reúne mais de 50 itens. Parte dos produtos são comercializados diretamente com empresas, mas há uma parcela que pode ser adquirida pelo consumidor direto nas lojas, como os destinados à limpeza pesada e de piscinas. 
O grupo é fomado pelas empresas RodoQuímica, CIM Química, Sagon do Brasil e Rhodopar Urbanismo. Na década de 1980, o empresário taquariense Miguel Nunes trabalhava na extinta Defensa (hoje Adama), em Taquari, e conciliava a atividade profissional com uma pequena empresa montada no pátio da casa do seu pai, fazendo produtos de limpeza para postos de gasolina. O negócio era em sociedade com outras duas pessoas. Com a expansão das vendas e com incentivo do poder público, ele iniciou a empresa Rodoquímica, há 35 anos, no local onde está atualmente, com a produção de soda cáustica. Depois, a fábrica produziu água sanitária para a marca Q-Boa. “Hoje não fazemos mais estes produtos que deram origem à empresa”, diz a diretora e sócia da Sagon, Fernanda Moraes.
Outros produtos foram desenvolvidos, ampliando o ramo de itens da empresa, como os destinados à limpeza na área da construção civil, surgindo a CIN Química, em sociedade com o irmão, Marcos Nunes. Hoje a empresa trabalha também com produtos de limpeza de piscinas, soda cáustica, solventes, limpa cano, querosene, limpa telha biodegradável e o limpa obras. A RodoQuímica trabalha com Hidróxido de Sódio, Ácido Clorídrico e Hipoclorito de Sódio, atende a diversos segmentos, como indústrias têxteis, sanitizantes, químicas e alimentícias, parques aquáticos, tratamento de águas e efluentes. Há 20 anos a empresa é distribuidora credenciada de Hidróxido de Sódio da BRASKEM. Há ainda a fabricação e comercialização do Arla 32, com o nome de Air Clean. “Somos o maior fabricante de Arla 32 do Sul do Brasil. Arla é um aditivo não poluente que nos caminhões é colocado em um compartimento próximo do combustível. No Brasil, desde 2012, os caminhões novos possuem este compartimento para uso do Arla 32. É um produto que sai de Taquari para o Brasil”, destaca.
 
Manta atóxica para isolamento termo acústico
 
Em 2013, após o incêndio na boate Kiss, que vitimou 242 pessoas, muitas delas intoxicadas pelo gás cianídrico, produzido com a combustão da espuma utilizada para isolamento acústico, começou a ser desenvolvida na empresa uma manta para isolamento acústico atóxica. Dois anos depois, em junho de 2015, o produto foi analisado na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) e os resultados causaram surpresa aos diretores da empresa. A manta, produzida de lã de PET (Politereftalato de etileno) não propaga chamas, não é insalubre e tem um isolamento de 43 decibéis (db) em parede em drywall (gesso acartonado). A empresa compra flakes de garrafa PET para produzir as mantas. Surgiu então a empresa Sagon do Brasil, passando a integrar o grupo Rodoquímica. “Oferecendo ao mercado nacional e internacional uma solução sustentável com as mantas atóxicas, que não propagam chamas,  para isolamento termo acústico”, completa. A empresa tem a patente da máquina, do processo produtivo e do produto, que é vendido para arquitetos e engenheiros, construtoras, gesseiros e distribuidoras.
Com a manta de isolamento acústico, foi desenvolvida também a manta de sob piso de lã de PET que reduz 23db o impacto acústico entre os pavimentos, utilizada pelas construtoras. 
 
Filial em Santa Catarina 
 
O grupo possui uma filial e um centro de distribuição em Imbituba, Santa Catarina, atendendo esse estado, Paraná e São Paulo. Atualmente, a diretora comercial do grupo Rodoquimica, Fernanda Moraes, desenvolve desde 2016 o projeto de viabilidade para a exportação aos países da América do Sul. 
O grupo Rodoquímica possui as certificações ISO 9001, ISO 22241, PRODIR e SASSMAQ. A empresa tem frota própria de caminhões e carretas para transportar os produtos e possui 68 empregados, incluindo os da filial de Santa Catarina. A base para a fabricação  de alguns produtos é importada da China, da Polônia, da Rússia, da Turquia e Argentina. O grupo Rodoquímica também adquiriu duas plantas de sopro onde  tem a fabricação de bombonas de 2litros, 5l e 20l para os próprios produtos e também para mercado.
Outro ramo de atividade do grupo é a Rhodopar, que atua na área imobiliária, com loteamentos em Montenegro, Igrejinha, Parobé, Taquari e Porto Alegre. Neste empreendimento, são sócios os irmãos Carlos Eduardo Nunes e Miguel Nunes. 
Neste mês, o grupo deverá iniciar a venda de água destilada para equipamentos odontológicos, autoclaves, a postos de gasolina  para baterias  radiadores e outros. A comercialização será feita através da empresa Femor Life Water que integrará o Grupo Rodquímica, e deverá lançar outros produtos em breve. “Nestes dois últimos anos, quando muitos  recuaram,  nós avançamos, lançando novos produtos,  participamos de feiras para apresentar o grupo, agora buscamos a consolidação dos novos mercados alcançados. Temos boa qualidade, independende de ter um preço menor”, afirma a diretora Fernanda. Ainda neste ano, será lançada a água sanitária Lavandex para o mercado nacional e Mercosul. 
Sobre a trajetória da empresa, Miguel Nunes destaca: “Entendemos que Deus é quem encaminha tudo, segundo a sua boa, agradável, poderosa e perfeita vontade”.
 
 

 

VÍDEO

No dia 16 de maio, um bugio que estava no Bairro Praia teve um choque ao deitar-se sobre os fios de energia elétrica. Ele caiu dos cabos da rede e foi socorrido por pessoas que estavam nas proximidades, entre elas, o agricultor Seloí Lang, conhecido por Nego do Rincão, que fez massagem e assoprou sua boca.

mais vídeos

 
CLIMA
 
EDIÇÕES
Contato
(51) 3653.3795
(51) 3653.4719
(51) 9861.6358

Copyright © Jornal O Fato Novo 2013. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por