Taquari, 18 de Novembro de 2017
NOTÍCIAS
10/11/2017
Ficou difícil para o Pinheiros

O Pinheiros complicou a sua situação no Regional Certel/Sicredi da categoria Veteranos. No último domingo, em pleno Pinheirão, na partida de ida das semifinais, o alvi-verde fez um segundo tempo muito abaixo do que vinha apresentando e, com muitas falhas individuais, foi goleado por 4 a 1 pelo Assespe, de Venâncio Aires. Neste domingo, às 10h, no duelo de volta, na casa do adversário, precisa vencer no tempo normal e nas penalidades para ficar com a vaga na final.
Vivendo o seu melhor momento no Regional, o Pinheiros recebeu o Assespe, no último domingo, no Pinheirão. E, pela primeira vez neste ano, o alvi-verde entrou em campo com uma escalação sem um homem de referência no ataque, o que fez muita falta ao alvi-verde durante os 45 primeiros minutos. O Pinheiros iniciou bem a partida, tocando a bola, girando e buscando organizar jogadas, mas teve dificuldade no último passe. 
Por sua vez, desfalcado de três jogadores titulares, fora por outro compromisso, o Assespe ficou todo atrás e apostou nos contra-ataques. O Pinheiros conseguiu chegar com perigo aos 16 minutos. Depois de boa trama, Felipe foi na linha de fundo, cruzou, Leandro dominou no segundo pau, cortou para o meio e chutou forte, mas o goleiro Vílson salvou. No rebote, Fernando Kern chutou por cima, perdendo ótima chance.
Aos 20, em mais uma escapada em velocidade, o Assespe esteve perto do gol. Após cruzamento da esquerda, Elias se esticou e finalizou, mas Gossmann, em cima da linha, com o braço colado ao corpo, salvou o Pinheiros. O Assespe pediu pênalti, porém, a arbitragem mandou seguir. A partir deste lance, o Pinheiros se perdeu no jogo, deixou o Assespe dominar o meio-campo e, num momento de instabilidade, os vistantes quase abriram o marcador, aos 22 minutos. João Fernando recebeu na direita e, percebendo o goleiro Babalu adiantado, chutou por cobertura, porém, a bola explodiu no travessão. Aos 31, em mais uma bola longa, Fernando partiu em velocidade e, cara a cara com Babalu, desviou, mas para fora.  O Pinheiros respirou aos 37, quando Alex Bach se soltou e, da intermediária, acertou um chutaço, muito perto, mas para fora.
Na etapa final, o Pinheiros voltou irreconhecível. Sem vibração e sem conseguir encaixar a marcação, foi uma presa fácil para o Assespe, que abriu o placar aos sete minutos. Após rebote de uma falta, Xandi errou na saída de bola, Michael ficou com a sobra e chutou para o gol. A bola desviou em Gossmann e enganou Babalu, 1 a 0 Assepse.
O gol desconcentrou ainda mais o Pinheiros e o Assespe se aproveitou. Aos 13, Xandi falhou mais uma vez, perdeu a bola no meio para Gérson, que tocou em Gérson Peiter. O atacante partiu em velocidade, passou por Babalu e, com o gol aberto, empurrou para as redes, 2 a 0 Assespe. Depois do segundo gol, o Pinheiros se abriu, foi para o ataque, porém, desorganizado, não teve oportunidade clara de gol. Aos 28, Gérson cobrou falta da entrada da área, um chute colocado, por cima da barreira, no ângulo, golaço, 3 a 0 Assespe.
Aos 32 minutos, o Pinheiros ensaiou uma reação. Após linda jogada, Paulinho do Céu partiu da esquerda para o meio, tabelou com Zezinho e, de primeira, já dentro da área, chutou no canto de Vílson, 3 a 1. Porém, a comemoração do Pinheiros durou pouco. Aos 35, Roque recebeu no bico da área, pela esquerda, ajeitou e chutou colocado, no canto, 4 a 1 Assespe, placar final.
Na volta, neste domingo, em Venâncio Aires, o Assespe joga pelo empate para ficar com a vaga na final, enquanto o Pinheiros precisa vencer no tempo normal para levar a decisão para os pênaltis. O goleiro Ricardo, que não jogou no duelo de ida, volta ao time. O artilheiro do Pinheiros, Cristiano Haetinger, lesionado, que também ficou fora no domingo, ainda é dúvida.
Ainda no domingo, em Teutônia, o Gaúcho derrotou o União, de Palmas, Encantado, por 3 a 1 e tirou a vantagem do empate do adversário. Neste domingo, na volta, em Encantado, o Gaúcho joga pelo empate, enquanto o União precisa vencer para levar para os pênaltis.

VÍDEO

No dia 16 de maio, um bugio que estava no Bairro Praia teve um choque ao deitar-se sobre os fios de energia elétrica. Ele caiu dos cabos da rede e foi socorrido por pessoas que estavam nas proximidades, entre elas, o agricultor Seloí Lang, conhecido por Nego do Rincão, que fez massagem e assoprou sua boca.

mais vídeos

 
CLIMA
 
EDIÇÕES
Contato
(51) 3653.3795
(51) 3653.4719
(51) 9861.6358

Copyright © Jornal O Fato Novo 2013. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por