Taquari, 18 de Novembro de 2017
NOTÍCIAS
03/11/2017
Administração apresenta proposta orçamentária para 2018

A proposta orçamentária para 2018 foi apresentada no final da tarde da segunda-feira, em audiência pública, realizada na Câmara de Vereadores. 
A previsão orçamentária para o próximo ano é de R$ 67.942.416,06. Com esta estimativa de receita, são fixadas as despesas para o próximo ano. O número é menor do que anos anteriores. Em 2016, foram arrecadados R$ 72,6 milhões e, para este ano, conforme a previsão atualizada, apurada em 31 de outubro, deverão ser arrecadados R$ 77,1 milhões. 
O assessor contábil da Prefeitura, Pedro Ramos, apresentou os números para 2018 de todas as receitas, tanto as vinculadas quanto as livres, porém não destacou quanto representa cada uma. Conforme os dados apresentados para 2018, estão previstos investimentos na Educação, com a ampliação das escolas Emílio Schenk, no valor de R$ 229 mil, e da Timótheo Junqueira dos Santos, R$ 150 mil. Ambos serão realizados com recursos de emendas parlamentares. Também estão os recursos para o pagamento da obra de pavimentação da Estrada de Aterrados, no valor de R$ 777 mil, de Taquari (decorrentes da contrapartida), e a obra de reforma do Idesc, no valor de R$ 2 milhões. 
No orçamento estão incluídos recursos que serão destinados a outras instituições, como a Associação Beneficente Pella Bethânia, através do Imposto de Renda a ser captado pela associação, e os repasses ao Instituto de Saúde e Educação Vida (Isev). Nas despesas ainda estão previstos R$ 800 mil para pagamento de precatórios; R$ 2,5 milhões pagamento de aposentadorias e pensões  e R$ 2,5 milhões de dívida com o INSS.
 
O gasto por secretaria
 
A secretaria que mais terá recursos será a da Saúde, com previsão de despesa de 27,06% dos recursos do orçamento, o que corresponde a R$ 18.257.704,22. Este número é apurado com base nas receitas totais do orçamento, considerando as receitas vinculadas e de capital. O percentual não corresponde ao estipulado pela Constituição Federal de aplicar, no mínimo, 15% da receita de impostos e tranferências em Saúde. Depois, vem a Educação, com 22,40% da despesa total do orçamento, apurado da mesma foma. Na Educação, o gasto mínimo é de 25% da receita de impostos e transferências.
No orçamento do Gabinete, onde estão previstos gastos de R$ 5.760.413,34, o que corresponde a 8% do total do orçamento, estão as despesas com o Conselho Tutelar. As conselheiras participaram da audiência para solicitar aumento na previsão que, para 2017, estava estipulado em R$ 252 mil. Porém, para 2018, baixou para R$ 219,5 mil. “Neste ano, em julho já não tinha mais verba nem pra curso”, destacou a conselheira Ana Lúcia Castro. Conforme o assessor contábil da prefeitura, será feito remanejamento no orçamento para aumentar o valor. 
 
Matéria está na Câmara de Vereadores
 
Na manhã da terça-feira, 31, o prefeito Maneco, o vice-prefeito, André Brito, e o assessor contábil Pedro Ramos entregaram o projeto de proposta orçamentária para 2018 na Câmara de Vereadores de Taquari. O Legislativo analisará o projeto e poderá apresentar emendas.  
 

VÍDEO

No dia 16 de maio, um bugio que estava no Bairro Praia teve um choque ao deitar-se sobre os fios de energia elétrica. Ele caiu dos cabos da rede e foi socorrido por pessoas que estavam nas proximidades, entre elas, o agricultor Seloí Lang, conhecido por Nego do Rincão, que fez massagem e assoprou sua boca.

mais vídeos

 
CLIMA
 
EDIÇÕES
Contato
(51) 3653.3795
(51) 3653.4719
(51) 9861.6358

Copyright © Jornal O Fato Novo 2013. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por