Taquari, 18 de Novembro de 2017
NOTÍCIAS
03/11/2017
MISTURA FINA: Prefeitura deve publicar edital para reforma do Idesc na segunda-feira

A Administração Municipal divulgou que publicará, na próxima segunda-feira, 6 de novembro, o edital de licitração para reforma do prédio do antigo Idesc/Seminário Seráfico. A obra será feita em 3 mil m² do prédio, que possui, no total, 5mil m². As propostas dos interessados na obra devem ser apresentadas até o dia 8 de dezembro, data em que serão abertos os envelopes, na presença dos interessados, pela Comissão de Licitações.
O valor da obra fica em torno de R$ 6 milhões. A reforma será custeada com recursos próprios do município, pagos de forma parcelada. Após a conclusão da obra, o espaço será cedido para a empresa Zanc Assessoria de Cobrança, que deverá instalar um call center em Taquari. O empreendimento deve gerar, em média, 600 empregos diretos no município.
A empresa também deve contratar prioritariamente mão de obra e serviços diretos e indiretos no município de Taquari; firmar convênio com a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) para viabilizar descontos em folha para compras de funcionários no coméricio local e recuperar e conservar, de acordo com projeto elaborado pela Prefeitura, a Praça Dom Pedro II, localizada no Bairro Praia.
Se todos esses compromissos forem mantidos, em 10 anos, a Administração Municipal doará o prédio a Zanc Assessoria de Cobrança.
 
Moções do Legislativo taquariense
 
Durante sessão do Legislativo, na última segunda-feira, alguns vereadores apresentaram moções. Um dos documentos foi feito em “repúdio a todo e qualquer veículo de comunicação que agrida a inocência das crianças”. Conforme consta na moção, a inocência das crianças está sendo agredida por fatos ocorridos em exposições do Museu de São Paulo, Santander e pela “nefasta” programação da TV Globo. Para os vereadores Pastora Mara (PSDB), Clóvis Bavaresco (PP) e Marquinho (PSDB), que assinaram a moção, tanto a programação televisiva quanto as exposições dos museus incentivam a pedofilia. Todos os outros vereadores aprovaram, por unanimidade, o documento, que será enviado a deputados estaduais e vereadores do Rio Grande do Sul.
Na tribuna, os vereadores se manifestaram sobre a moção. “É um alerta a nossa sociedade, a homens e mulheres de bem. Nós queremos dizer que realmente têm ocorrido alguns fatos, desde a exposição no Santander como também algumas programações da Rede Globo, algumas novelas têm trazido uma distorção nos valores da família, e nós queremos manifestar o nosso repúdio. Queremos dizer que realmente a família brasileira merece respeito”, disse a vereadora Pastora Mara. Segundo ela, as programações televisivas estão promovendo o tráfico de drogas. “E assim por diante”, concluiu. Clóvis Bavaresco também falou sobre o assunto. “Isso está trazendo um prejuízo muito grande que não se sabe em quantas gerações a gente vai conseguir consertar esse erro”, disse.
Além da moção contra a agressão da inocência das crianças, os vereadores também apresentaram uma moção de apoio à Lava Jato. O documento novamente foi assinado pelos vereadores Clóvis Bavaresco (PP), Pastora Mara (PSDB) e Marquinho (PSDB). Para eles, a Operação Lava Jato, que investiga casos de corrupção no governo, tem tentado moralizar, impedir e punir uma avalanche de corrupção que assola o Brasil. Além disso, o documento salienta “os prejuízos enormes causados à população caso não houvesse a Operação Lava Jato, pois dependendo do STF (Supremo Tribunal Federal), ninguém será punido por mais corrupto que seja, com provas das mais audaciosas ações de Lesa Pátria já ocorridas”, consta no documento.
Clóvis Bavaresco se manifestou sobre o porquê da moção. “A gente vendo tantas coisas acontecendo no país e a classe política sendo desmoralizada, muitas vezes com razão, a gente achou por bem fazer uma moção de apoio à Lava Jato”, disse. O vereador Leandro Mariante (PT) também se posicionou sobre o assunto. “Todos nós queremos que todos sejam julgados, todos punidos. Quem tiver problema com a justiça, tem que ser condenado”, falou.
Outra moção também foi apresentada pelo vereador Ramon (PT). Esta contra uma portaria do Ministério do Trabalho, publicada no dia 13 de outubro, que altera os conceitos de trabalho forçado e condições análogas ao trabalho escravo. Para o vereador, os novos critérios inscritos nesta portaria para comprovar o exercício e uso do trabalho escravo por parte dos empregadores desprezam orientações ratificadas em vários países do mundo, constantes, das normas da Organização Internacional do Trabalho (OIT). ”Os critérios utilizados pelos auditores-fiscais do trabalho para aferir a existência ou não de trabalho à escravidão, antes amparados pelos conceitos utilizados pela OIT e pelo próprio Código Penal brasileiro, agora se restringirão a apenas quatro: retenção de documento pessoal, uso de segurança armada para reter o trabalhador, submissão sob ameaça de punição e restrição de transporte para reter o trabalhador no local de trabalho. Ora, as situações mais comuns de trabalho análogo à escravidão ficaram fora dessa lista de critérios da nova portaria, como a prática, ainda muito comum em rincões do pais, de oferecer ao “trabalhador” uma remuneração na forma de moradia e alimentação”, consta na moção. Para o vereador Ramon, toda a consciência social e democrática do país se expressou contra a portaria e ao que chama de “retrocesso civilizatório”, e, por isso, não poderia deixar de se manifestar contra este “absurdo” promovido pelo governo federal.
 
Diretoria do Patriota Taquari tomou posse
 
Na sexta-feira, 20 de outubro, em evento realizado na sede do Bairro Prado, a diretoria taquariense do partido Patriota tomou posse. A executiva é composta pelo presidente, Vandré Bastos Neves; vice-presidente, Valdir Trindade; secretário-geral, Régis Freitas; 1ª secretária, Adrianne Santos Silveira; secretário de comunicação, Luciano Della Pace Ávila; tesoureiro, Luiz Darlan Schnoremberger; vice-presidente da Mulher Patriota, Elisabeth Saldanha Souza; secretária-geral, Rosa Maria Conceição Trindade; secretária da comunicação da Mulher Patriota, Jane Fernandes; presidente do Jovem Patriota, André Gomes; secretário-geral Jovem Patriota, Richard Alves; 1º secretário Jovem Patriota, Pedael Silva.
 
Pré-candidato a governador pelo PDT esteve em Taquari
 
O ex-prefeito de Canoas, Jairo Jorge (PDT), esteve em Taquari na manhã do sábado, 21 de outubro, na Câmara de Vereadores. Jairo é pré-candidato ao governo do estado e ministrou o seminário RS Tem Soluçã para pedetistas e simpatizantes. Esta é a segunda vez neste ano que o político esteve em Taquari. Em agosto, ele palestrou no Theatro São João.
 

 

VÍDEO

No dia 16 de maio, um bugio que estava no Bairro Praia teve um choque ao deitar-se sobre os fios de energia elétrica. Ele caiu dos cabos da rede e foi socorrido por pessoas que estavam nas proximidades, entre elas, o agricultor Seloí Lang, conhecido por Nego do Rincão, que fez massagem e assoprou sua boca.

mais vídeos

 
CLIMA
 
EDIÇÕES
Contato
(51) 3653.3795
(51) 3653.4719
(51) 9861.6358

Copyright © Jornal O Fato Novo 2013. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por