Taquari, 18 de Novembro de 2017
NOTÍCIAS
03/11/2017
PubliCIDADE: Formando um novo ser humano

A Licença-maternidade é um momento muito especial pra toda a sociedade, porém pouco valorizado no Brasil. A licença não pode ser especial só para a mãe, que terá um período de dedicação exclusiva ao novo membro da família e terá de se adaptar à nova vida. Mamadas, choro, trocas, sono e reclusão. Este é o período de formação de um novo ser humano para o mundo! 
Se nós queremos uma sociedade mais amável, o fim da violência, pessoas mais educadas e espiritualizadas, nós precisamos estar atentos à formação destas crianças que recebemos no mundo.
Sou a favor de licença-paternidade maior ao pai também, como já existe em países mais evoluídos. Ajudaria a mãe a cuidar da criança, o pai cuidaria da mãe nesse período complicado, e diminuiria o preconceito que existe com mulheres no mercado de trabalho. Na Noruega os pais desfrutam de 14 semanas com os novos bebês!
Nós, mulheres, temos que trabalhar, precisamos trabalhar. Empresas precisam dos funcionários o tempo todo, e é justo preocupar-se com este tempo sem uma pessoa trabalhando. Mas qual a nossa real preocupação? Tarefas e afazeres de quatro meses ou uma sociedade melhor, com seres humanos formados com carinho e dedicação?
Não sou contra mulheres que voltam a trabalhar antes do fim da licença. Elas não são culpadas. É a nossa realidade, a sociedade nos exige. Eu voltei antes dos quatro meses e poucos clientes meus entenderam eu me ausentar “tanto tempo”. Mas o que eu queria naquele momento era me dedicar ao máximo àquele período. Não gosto de terceirizar a outras pessoas a formação dos meus filhos. Mas sim, eu sei, é necessário.
Esta semana nos despedimos temporariamente da nossa colega Roberta, que vai esperar o Joaquim com sua atenção exclusiva. Torcemos para que aproveitem bem este momento único na família, e que este novo bebê traga muitas alegrias! 
Que venham muitas licenças-maternidade por aí! Enquanto isso, torceremos por um país evoluído e com licença paternidade, aplicando realmente a igualdade de gênero!
 
Daphne Becker

VÍDEO

No dia 16 de maio, um bugio que estava no Bairro Praia teve um choque ao deitar-se sobre os fios de energia elétrica. Ele caiu dos cabos da rede e foi socorrido por pessoas que estavam nas proximidades, entre elas, o agricultor Seloí Lang, conhecido por Nego do Rincão, que fez massagem e assoprou sua boca.

mais vídeos

 
CLIMA
 
EDIÇÕES
Contato
(51) 3653.3795
(51) 3653.4719
(51) 9861.6358

Copyright © Jornal O Fato Novo 2013. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por