Taquari, 21 de Outubro de 2017
NOTÍCIAS
06/10/2017
Classificação heroica

O que parecia impossível aconteceu. O Taquariense, mesmo sem vencer o Ecas, em Imigrante, está entre os 16 melhores do Regional Certel/Sicredi da categoria Titulares. Isso porque, o Estudiantes, um dos favoritos ao título, em Lajeado, surpreendentemente, perdeu por 2 a 0 para o Rudibar, de Bom Retiro do Sul. Com isso, o empate em 2 a 2 com o Ecas, no último domingo, foi o suficiente para o alvi-azul se garantir nas oitavas de final como um dos eliminados de melhor campanha. Agora, na próxima fase, o Taquariense encara o União Carneiros, melhor time do certame até aqui e maior favorito ao título. O duelo de ida será neste domingo, às 16h, no Marques da Cunha.
O Taquariense entrou em campo sabendo que somente a vitória lhe garantiria na próxima fase sem depender de outros resultados. Sem o volante Anderson Brandão, o técnico Adriano Rosa fez duas mudanças em relação ao time que empatou o confronto de ida. Na defesa entrou Allan, na vaga de Jessé, e Testa entrou na ala, indo Lunardo para o meio-campo. E como já era previsto, os minutos iniciais foram sufocantes para o Taquariense, que sofreu com o clima hostíl dos donos da casa. Logo no início João Pedro foi agredido, assim como o zagueiro Pixena, em dois momentos de confusão após faltas normais. Porém, a arbitragem não tomou nenhuma decisão mais drástica. O Ecas, assim como no duelo de ida, insistiu muito em bolas alçadas. E, de tanto tentar, abriu o placar aos 20 minutos, com Tiago. O meia pegou um rebote e chutou de fora da área, a bola desviou na defesa e enganou o goleiro Duda, 1 a 0 Ecas.
Mesmo atrás, o Taquariense manteve os nervos no lugar e, aos poucos, tomou conta da partida. Com toque de bola e usando os lados do campo, o alvi-azul neutralizou as investidas do adversário e empurrou o Ecas para o seu campo. De tanto pressionar, aos 28 minutos, o Taquariense conseguiu o empate. Bruno Souza cobrou falta no segundo pau, João Pedro subiu mais do que os defensores a cabeceou firme, para o chão, golaço, 1 a 1.
Após o empate, o Taquariense continuou melhor e, inclusive, aos 31 minutos, acertou uma bola no poste do goleiro Fausto, num arremate de Lunardo.
Na etapa final, logo aos 10 minutos, Pixena foi punido com o segundo amarelo numa falta inexistente e foi expulso. Em seguida, aos 14, num contra-ataque, Allan matou uma jogada e, como era o último homem, foi expulso diretamente, deixando o Taquariense com dois a menos em campo.
E mesmo com apenas nove  jogadores para buscar a vitória, o Taquariense foi heroico, manteve o controle da partida e, aos 27, fez a virada. Prisco cobrou falta da entrada da área, a bola desviou na barreira e enganou o goleiro Fausto, 2 a 1 Taquariense. Por um breve instante, o Taquariense esteve com a vaga direta nas mãos para as oitavas. Mas o Ecas empatou, aos 34 minutos. Em mais uma bola alçada para a área, o zagueiro Allan Webers, que já havia marcado em Taquari, colocou nas redes, 2 a 2.
Antes do final, o Ecas também teve o jogador Diego Tirp expulso, por reincidência de cartão amarelo. E, mesmo com um a menos, o Taquariense tentou, buscou, mas não teve forças para chegar ao gol da vitória.
Após o apito final do árbitro, o Taquariense foi para o vestiário sem saber dos demais resultados, até porque um temporal prejudicou a troca de informações. E assim o alvi-azul voltou para Taquari, pensando estar eliminado. Na chegada em casa, a delegação ficou sabendo da surpreendente vitória do Rudibar sobre o Estudiantes, em Lajeado, resultado que deixou o Taquariense na 16ª colocação do ranking, como um dos seis eliminados com melhor campanha.
Além do Taquariense, Flor de Maio, de Venâncio Aires, Gaúcho, de Teutônia, Aimoré, de Estrela, e Juventude, de Brochier, foram os demais eliminados que seguem no certame pelas campanhas. O duelo entre Cruzeiro, de Vespasiano Correa, e Brasil, de Marques de Souza, teria que ser decidido nas penalidades, mas o temporal impediu isso. Como os dois já estavam classificados, não houve a necessidade do desempate. União Carneiros, 7 de Setembro, de Capitão, Palanque e Assespe, de Venâncio Aires, Rudibar, de Bom Retiro do Sul, Ecas, Rui Barbosa e 7 de Setembro, de Arroio do Meio, e Juventude, de Westfália, atual campeão, conseguiram as vagas nas oitavas diretamente.
Neste domingo, às 16h, acontecem os jogos de ida das oitavas de final do Regional. O Taquariense, que ficou com a 16ª campanha, recebe o União Carneiros, de Lajeado, melhor time do certame até aqui e que, em oito jogos, obteve sete vitórias e um empate, além de ter o melhor ataque, com 26 gols marcados, e a melhor defesa, com apenas quatro gols sofridos. Jogadores conhecidos fazem parte do elenco do União, como os taquarienses Fredão e Casanova, assim como o meia Maravilha, o goleiro Pitol, o zagueiro Sílvio, o volante Tomazinho, o atacante Tiaguinho Nyland, entre outros.
Para esta importante partida, o técnico Adriano Rosa, o Negão, não terá os zagueiros Pixena e Allan, suspensos. No mais, o time não deve sofrer muitas mudanças. A provável escalação é Duda; Testa, Jessé, Heitor e Prisco; Anderson Brandão (Jefinho Ramão), João Pedro, Lunardo e Bruno Souza; Bruno Costa e Inácio.

VÍDEO

No dia 16 de maio, um bugio que estava no Bairro Praia teve um choque ao deitar-se sobre os fios de energia elétrica. Ele caiu dos cabos da rede e foi socorrido por pessoas que estavam nas proximidades, entre elas, o agricultor Seloí Lang, conhecido por Nego do Rincão, que fez massagem e assoprou sua boca.

mais vídeos

 
CLIMA
 
EDIÇÕES
Contato
(51) 3653.3795
(51) 3653.4719
(51) 9861.6358

Copyright © Jornal O Fato Novo 2013. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por