Taquari, 21 de Outubro de 2017
NOTÍCIAS
06/10/2017
Ficou mais difícil

O Pinheiros perdeu para o São José, de Porto Alegre, o duelo de ida das quartas de final do Estadual Sub-15 da Federação Gaúcha de Futebol (FGF), no último domingo. Num estádio Pinheirão lotado, o alvi-verde não fez boa partida, criou pouco e viu o Zequinha fazer 1 a 0. Na volta, amanhã, às 13h, no gramado sintético do Passo D’Areia, em Porto Alegre, o Pinheiros precisa da vitória para seguir vivo no certame.
O clima era todo favorável ao Pinheiros. Dia ensolarado e Pinheirão lotado. Porém, o alvi-verde não fez boa partida, criou poucas oportunidades e foi envolvido pelo time da capital, que foi o dono da partida e mereceu a vitória.
Sem o atacante Krigor, suspenso, o técnico Francisco Belini, o Chiquinho, promoveu a entrada do meio-campista Rogerinho, sendo a única mudança em relação ao time que venceu o Três Passos, na rodada anterior. E sem Krigor, o Pinheiros teve pouca retenção de bola no ataque, além de perder uma peça importante na bola aérea defensiva e ofensiva. 
Por sua vez, o São José se mostrou um time muito forte defensivamente e veloz nos contra-golpes. Com uma linha de quatro zagueiros, sendo que os laterais pouco passam do meio-campo, o Zequinha impôs muita dificuldade ao Pinheiros, principalmente nos lançamentos diagonais, que pegavam quase sempre a defesa do alvi-verde desarrumada.
Aos 11 minutos, após uma bola atravessada, a sobra ficou com Rihan. O atacante invadiu a área e, na hora do arremate, Luís Fernando demonstrou boa recuperação, deu um carrinho na bola e salvou o Pinheiros.
Aos 17, Brian cobrou falta para a área. Nícolas apareceu por trás da defesa, no segundo pau, e completou, mas a bola explodiu no travessão. Aos 23, Brian chutou de fora da área, a bola picou antes e quase enganou Fabrício, que fez excelente defesa.
Aos 25, Brian fez jogada individual, invadiu a área e foi derrubado por Guaragni, pênalti. Na cobrança, Brian chutou no canto e acertou o pé da trave, para delírio do torcedor do Pinheiros.
Aos 28, o Pinheiros chegou pela primeira vez com perigo. Após escanteio, três jogadores subiram livres na segunda trave, mas nenhum conseguiu colocar nas redes.
Na etapa final, o São José voltou com a mesma proposta, jogando no erro do Pinheiros que, desta vez, chegou primeiro. Aos nove, Allen cobrou falta em direção ao gol, o goleiro Zé se adiantou e quase foi enganado pela curva da bola, mas conseguiu se recuperar e espalmou para escanteio. Antes de sair, a bola resvalou no travessão.
Aos 14, o São José abriu o placar. Após escanteio, houve bate-rebate, Bagé ficou com a sobra e, de voleio, colocou nas redes, 1 a 0 São José.
O gol não fez bem ao Pinheiros que, aos 18, quase sofreu o segundo. Após falha da defesa, que parou pedindo impedimento, Jacobsen ficou cara a cara com Fabrício, mas chutou por cima. Aos 23, num contra-ataque, Peixe recebeu lindo lançamento e ficou de frente para o gol, mas Fabrício, numa saída arrojada, salvou o Pinheiros.
A partir dos 25 minutos, o Pinheiros melhorou, com as entradas de Daros, Lucas Espíndola e Rodrigo Garcia. O alvi-verde pressionou e teve mais presença ofensiva. Aos 29, Gabriel Machado fez boa jogada pela esquerda, invadiu a área e foi derrubado por Nícolas. O Pinheiros pediu pênalti, mas a arbitragem nada marcou. Aos 32, Rodrigo Garcia chutou forte, de fora da área, e Zé fez excelente defesa. Após o Pinheiros continuou na pressão, mas o Zequinha se defendeu bem e segurou a vitória por 1 a 0.
Na volta, amanhã, em Porto Alegre, o São José joga por qualquer empate para chegar nas semifinais. Se vencer por 1 a 0, o Pinheiros leva a decisão para os pênaltis. Vitória por dois ou mais gols de diferança ou um gol além do 1 a 0 (2 a 1, 3 a 2) dá a vaga ao Pinheiros pelos gols marcados fora de casa. Para esta partida, o atacante Krigor volta de suspensão.
Nas demais partidas das quartas de final, a única surpresa foi o empate entre Progresso e Juventude em 0 a 0, em Pelotas, na sexta-feira. Na volta, amanhã, quem vencer leva a vaga. Novo 0 a 0 leva a decisão para os pênaltis. Empate com gols dá a vaga ao Progresso. No sábado, em Alvorada, o Internacional goleou o Três Passos por 8 a 0. Na volta, amanhã, o Três Passos precisa vencer por nove gols de diferança. E em Caxias, do Sul, no último sábado, o Novo Hamburgo venceu o Caxias por 3 a 1. No domingo, o Novo Hamburgo joga pelo empate. O Caxias precisa vencer por três gols de diferença ou por dois gols com placar a partir de 2 a 0.

VÍDEO

No dia 16 de maio, um bugio que estava no Bairro Praia teve um choque ao deitar-se sobre os fios de energia elétrica. Ele caiu dos cabos da rede e foi socorrido por pessoas que estavam nas proximidades, entre elas, o agricultor Seloí Lang, conhecido por Nego do Rincão, que fez massagem e assoprou sua boca.

mais vídeos

 
CLIMA
 
EDIÇÕES
Contato
(51) 3653.3795
(51) 3653.4719
(51) 9861.6358

Copyright © Jornal O Fato Novo 2013. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por