Taquari, 14 de Dezembro de 2017
NOTÍCIAS
29/09/2017
Em jogo tumultuado, Pinheiros vence o Águia Azul e encaminha a classificação

O Pinheiros venceu o Águia Azul, de Fazenda Vilanova, por 1 a 0, no último domingo, no Pinheirão, pela sétima rodada do Regional Certel/Sicredi da categoria Veteranos e subiu da sétima para a sexta colocação, encaminhando a sua vaga nos mata-matas. O ponto negativo da partida foi a tentativa de agressão de alguns jogadores do Águia Azul ao trio de arbitragem, o que forçou o encerramento da partida aos 32 minutos da etapa final.
Diante de um adversário direto pelas primeiras posições da tabela, o Pinheiros teve que entrar em campo com 12 desfalques por lesão ou por outros assuntos. E num elenco de 25 atletas, isso dificultou muito o jogo para o Pinheiros. Mas o alvi-verde abriu o marcador muito cedo, aos dois minutos. Paulinho do Céu fez um lindo passe que desmontou a defesa do Águia Azul. Cristiano Haetinger partiu em velocidade, cortou para o meio e chutou forte, alto, sem chances para o goleiro Leandro, 1 a 0 Pinheiros.
Após o gol, o Pinheiros continuou bem na partida, mas aos 15 perdeu seu 13º jogador, pois Gossmann se lesionou. Com isso, o time, que já tinha o atacante Guto improvisado na ala esquerda, teve que deslocar o volante Bicudo para a zaga e o atacante Zezinho para o meio-campo. E mesmo assim, o Pinheiros neutralizou bem as investidas do Águia Azul, que se mostrou estar muito nervoso.
No segundo tempo, logo aos quatro minutos, o Pinheiros ficou com 10 em campo, quando Alex Bach fez falta em Marciano, recebeu o segundo amarelo e foi expulso. Para piorar, o técnico Valdir Fritz reclamou demais e também foi expulso. Sem reposição no banco, o atacante Zezinho foi recuado para atuar como zagueiro.
E com um a menos, o Pinheiros se fechou e o Águia Azul foi com tudo para cima, inclusive, teve um gol anulado por um impedimento duvidoso. 
O jogo foi muito nervoso, desde o início, com muita reclamação, principalmente do lado do time de Fazenda Vilanova, e a arbitragem foi conivente, deixando os jogadores tomarem conta. Aos 32 minutos, após uma discussão com jogadores do Pinheiros, o goleiro Leandro foi punido com o amarelo, mas continuou reclamando com o árbitro, que o expulsou. A exclusão de Leandro gerou um tumulto, com vários jogadores do Águia Azul partindo para cima do árbitro, que teve que ser protegido por jogadores do Pinheiros. Na confusão, apenas o atacante Marciano, do Águia Azul também foi expulso. Temendo por uma confusão mais grave, o árbitro encerrou o jogo, com vitória do Pinheiros por 1 a 0. Pela confusão, o goleiro Leandro foi punido com dois jogos de suspensão e o atacante Marciano, com um.
Além da confusão, o ponto negativo do jogo foi a disciplina do Pinheiros, que passou de 40 pontos do início da rodada, a melhor do certame, para 220, segunda pior, o que, provavelmente, fará com que o Pinheiros faça o segundo jogo dos mata-matas fora de casa. 100 pontos foram da expulsão do técnico Valdir Fritz, 50 da expulsão de Alex Bach e mais 30 pontos de três cartões amarelos. Mesmo tendo provocado toda a confusão, a arbitragem “aliviou” um pouco o Águia Azul na súmula, já que o clube, por ter protagonizado o tumulto, não foi punido e ainda ficou com a disciplina melhor do que a do Pinheiros. Dos 50 do início da rodada, o clube está com 190, 100 das expulsões e mais 40 de quatro cartões amarelos.
Com a vitória, o Pinheiros foi aos 10 pontos e subiu para o sexto lugar, com a mesma pontuação do Águia Azul, quinto, e apenas três pontos atrás do Assespe, de Venâncio Aires, líder. Para se garantir na próxima fase, o Pinheiros precisa de mais um ponto ou que o Rudibar, de Bom Retiro do Sul, neste domingo, vença o duelo direto com o Arroio Alegrense, em Forquetinha.
Neste domingo, às 10h, o Pinheiros vai a Estrela, onde encara o Arroio do Ouro, atual campeão e que ainda luta por uma vaga. Os zagueiros Alex Bach, suspenso, e Gossmann, lesionado, estão fora, assim como Cristiano Haetinger, Toquinho, Fernando Kern e Xandi. A provável escalação é Ricardo; Ceceu (Marcinho), Felipe, Evandro (Bicudo) e Piti; Paulinho Pimenta, Bicudo (Ceceu) e Leandro; Guto, Zezinho e Paulinho do Céu.

VÍDEO

No dia 16 de maio, um bugio que estava no Bairro Praia teve um choque ao deitar-se sobre os fios de energia elétrica. Ele caiu dos cabos da rede e foi socorrido por pessoas que estavam nas proximidades, entre elas, o agricultor Seloí Lang, conhecido por Nego do Rincão, que fez massagem e assoprou sua boca.

mais vídeos

 
CLIMA
 
EDIÇÕES
Contato
(51) 3653.3795
(51) 3653.4719
(51) 9861.6358

Copyright © Jornal O Fato Novo 2013. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por