Taquari, 21 de Outubro de 2017
NOTÍCIAS
29/09/2017
Obra O Pequeno Príncipe é adaptada para um musical

Alunos do 5º ano do Centro de Ensino Médio Pastor Dohms iniciam, hoje, a apresentação do musical O Pequeno Príncipe, de Antoine de Saint-Exupéry. A obra foi publicada em 1943, escrita em 280 idiomas e dialetos, sendo uma das mais traduzidas no mundo e relata a história de um pequeno príncipe que faz uma viagem pela terra e encontra outros personagens que o levam a desvendar o sentido da vida. 
O aluno Samuel Bruno Schwingel de Souza, 11 anos, faz o papel principal. “Eu não conhecia a história, apenas tinha visto alguns desenhos, mas nunca cheguei a parar para olhar porque na minha opinião era muito infantil”, diz. Depois que conheceu a obra para a realização do trabalho, ficou surpreso e destaca o que aprendeu. “Tenho que gostar de todos e cativar, que é o que a raposa (personagem) ensina para o Pequeno Príncipe. Criar laços. Não adianta falar que gosta daquela pessoa sem mostrar, sem conversar com ela”, relata. 
O trabalho dos alunos, que será aberto à comunidade, faz parte do projeto Dos Livros para os Palcos, que é um braço do Projeto Aluno Leitor, desenvolvido desde o início do ano, com as turmas de 5º ano. Rafaela Machado dos Anjos, 11 anos, diz que a atividade, embora aconteça todos os anos, é uma experiência nova para ela. “Para não ficar na sala sempre lendo, para colocar isso em ação. As vezes se fica nervosa, mas aprende a perder o medo”. Para a estudante Laís Lima Silveira, 11 anos, o trabalho também foi a oportunidade de se aproximar dos colegas. “Gostei bastante porque fiquei com mais intimidade com alguns colegas que eu não tinha muita afinidade. Também a gente gosta mais porque treina a leitura e a decora do texto”, conta.
Um dos objetivos da atividade é transformar a obra em algo mais lúdico, levando para as pessoas o gosto por ela e pela literatura. “Fazendo com que os pequenininhos conheçam o Pequeno Príncipe, que é uma obra complexa, mas que saiam com a mensagem final”, diz a professora Daniela Guizzo de Oliveira, que fez a adaptação da obra. “O texto está bem fiel à obra, com frases marcantes, que não deixa de ser uma crítica aos adultos que esqueceram de ser criança e esta é a mensagem principal, além do cativar, que foi o mais trabalhado”.
O ingresso é um par de calçados ou dois pares de meia, para serem doados ao Instituto Agrícola Presidente Dutra (IAPD). 
 
Trabalho com a participação dos alunos 
 
O musical é realizado com a participação dos alunos, desde a escolha dos personagens que serão interpretados até a escolha das músicas. Durante um mês, uma vez por semana, no turno inverso ao de aula, eles realizaram os ensaios. O livro adaptado para o musical é uma das cinco leituras obrigatórias dos estudantes durante o ano. Após trabalhado em sala de aula, começa a preparação para a parte artística do musical. “Cada aluno escolheu o personagem que queria representar. Foram feitos testes para os personagens, com a avaliação por jurados da dicção, oratória, expressividade, memorização do texto, para definir quem interpretaria. Os que não foram escolhidos participam da parte da dança. É necessário o envolvimento de todos. As músicas foram escolhidas por eles, tem Música Popular Brasileira, infantil, funk, e montaram as coreografias”, conta a professora. 
Ela destaca que o trabalho influencia no comportamento dos alunos em sala de aula pois, além de trabalhar a obra literária, desenvolve os alunos como um todo. “Eles precisam aprender a lidar com as diferenças, com a frusttração, apoiar o colega, a ver que não é só o personagem principal que é importante, mas que todos têm uma função, desde o que carrega alguma coisa do cenário quanto o que tem fala. 
 
SAIBA MAIS 
 
A estreia do musical será hoje, às 14horas, para alunos das escolas de educação infantil e, às 16h, para os alunos da Pastor Dohms.
Na sexta-feira, 6 de outubro, às 14horas, para as demais escolas e, às 19horas, para os pais e comunidade em geral. 
 
 

VÍDEO

No dia 16 de maio, um bugio que estava no Bairro Praia teve um choque ao deitar-se sobre os fios de energia elétrica. Ele caiu dos cabos da rede e foi socorrido por pessoas que estavam nas proximidades, entre elas, o agricultor Seloí Lang, conhecido por Nego do Rincão, que fez massagem e assoprou sua boca.

mais vídeos

 
CLIMA
 
EDIÇÕES
Contato
(51) 3653.3795
(51) 3653.4719
(51) 9861.6358

Copyright © Jornal O Fato Novo 2013. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por