Taquari, 18 de Dezembro de 2017
NOTÍCIAS
14/07/2017
Documentário vai contar a história do rock em Taquari

Ontem, quinta-feira (13), foi o Dia do Rock. A data comemorativa surgiu em 1985, enquanto ocorria o festival de música Live Aid. Na ocasião, Phil Collins, ex-membro da banda Genesis, declarou aquele como o “dia do rock”. Em 1987, as rádios brasileiras passaram a celebrar a data, e mais tarde também começaram a surgir os eventos de comemoração.
Apesar do estilo musical ter surgido nos Estados Unidos em meados dos anos 1950, o Rock ‘n Roll rapidamente se espalhou para todos os cantos do mundo. E em Taquari, surgiram muitas bandas que mantiveram a cena do Rock viva na cidade.
Pensando em contar a história das bandas de Rock taquarienses, o produtor musical José Lucas de Souza decidiu realizar um documentário, que vai abordar o cenário musical nas décadas de 1990, 2000 até os dias atuais. 
“A ideia do documentário surgiu a partir da vontade de contar a história das grandes bandas e dos grandes talentos que Taquari possui e que, de certa forma, encontram-se no obscuro do cenário gaúcho, já que na maioria das vezes o foco da notícia é sempre Porto Alegre e região”, conta Lucas. 
As filmagens iniciaram em abril deste ano, quando Lucas entrevistou o músico Marcos Porto, o Marquinhos, que atualmente toca nas bandas Jaws e Nenelos. Outros seis músicos foram entrevistados: Andrézinho, da banda Mary Jane; os integrantes da CSD, Yuri Porto, Lucas Carioli, Carlos Porto e Marco Túlio; e Thiago Rabuske, da Dust Commando, Nenelos e The Beardos. 
“A cena já foi maior em quantidade de membros digamos assim, mas hoje a vejo muito unida. O Rock em Taquari é muito rico em talento, criatividade e qualidade. Como disse o Carlos Porto, vocalista da CSD, em seu depoimento, a cena de Taquari é uma grande banda, pois são vários músicos colaborando entre si em diferentes projetos. São várias bandas, de variados estilos, e todos com uma característica muito própria e pessoal”, comenta Lucas. Ainda não foi possível fazer um levantamento exato de quantas bandas existiram em Taquari, segundo Lucas, pois muitas ficaram apenas em ensaios e não chegaram a produzir nada. 
Lucas também falou sobre o apoio que tem recebido dos músicos para produzir o documentário. “Na fase de Pré-produção, o Robson Cardoso, o Robinho, fez um post em sua página pessoal do facebook anunciando o início do projeto, e a minha grande surpresa foi ver tamanha resposta positiva por parte das pessoas sobre o interesse no assunto. Muitos se ofereceram para colaborar com materiais, como fotos e vídeos da época. Isso me fez ver que estávamos no caminho certo”, comentou.
Ele também fez elogios a algumas das bandas que seguem atuando e que, para ele, possuem um nível de profissionalismo e qualidade ímpar. “Bandas como Dust Commando vêm despontando no Brasil e no exterior, a Jaws é muito renomada dentro da cidade, e há também artistas como o Victor Gomes, que atuam constantemente no mundo digital. É uma salada de frutas que dá muito certo, porque há segmentos para todos os gostos.”
As filmagens seguem em andamento até o final do ano. “Acompanharemos os eventos que forem acontecendo nesse período além de colher mais algumas entrevistas dos personagens envolvidos nessa história musical”, explica Lucas. Ele também realizará a cobertura da próxima edição do Amorastock. 
Lucas também afirmou que ainda não há uma data de lançamento do documentário. Porém, a previsão é de que até o final do ano, ou no mais tardar, início de 2018, ele seja lançado. “A expectativa é de que apareçam parceiros interessados em colaborar com o projeto, já que ele é uma grande porta de divulgação não só para as bandas, como para a cidade”, concluiu.
 

VÍDEO

No dia 16 de maio, um bugio que estava no Bairro Praia teve um choque ao deitar-se sobre os fios de energia elétrica. Ele caiu dos cabos da rede e foi socorrido por pessoas que estavam nas proximidades, entre elas, o agricultor Seloí Lang, conhecido por Nego do Rincão, que fez massagem e assoprou sua boca.

mais vídeos

 
CLIMA
 
EDIÇÕES
Contato
(51) 3653.3795
(51) 3653.4719
(51) 9861.6358

Copyright © Jornal O Fato Novo 2013. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por