Taquari, 29 de Junho de 2017
NOTÍCIAS
19/05/2017
Comitiva vai à Secretaria de Segurança para impedir o fechamento do quartel de Taquari

Após a notícia de que o quartel do Corpo de Bombeiros de Taquari está fechado desde o início do mês de março, uma comitiva, formada pelo prefeito Maneco e cinco vereadores, Ademir Fagundes (PDT), Clóvis Bavaresco (PP), José Harry (PDT), Ramon Kern (PT) e Pastora Mara (PSDB), foram nesta segunda-feira (15) até a Secretaria da Segurança Pública (SSP), em Porto Alegre, para tratar do assunto. 
Conforme publicado pelo jornal O Fato Novo na semana passada, as atividades foram suspensas devido à falta de horas extras e de efetivo. Neste período, apenas uma pessoa ficará no quartel para atender as chamadas de ocorrências. Ela deverá, então, acionar a equipe do quartel em Montenegro, que será responsável por realizar o atendimento.
Durante a reunião, a comitiva de Taquari conversou com o assessor de gabinete da SSP, Felipe Pires da Silva, e com o Comandante do 2° Batalhão do Corpo de Bombeiros, Tenente-Coronel Carlos Daniel. O prefeito, Emanuel Hassen de Jesus, reforçou que o Município está disposto a colaborar e discutir alternativas para manter o quartel aberto. 
“A instalação de um quartel de Bombeiros em Taquari é um sonho antigo da cidade. E precisamos encontrar uma saída para que ele permaneça aberto e não deixar essa conquista tão importante retroceder”, afirmou.
 
“Voltamos à situação de dois anos atrás”, afirma Tenente-Coronel
 
O Comandante do 2° Batalhão do Corpo de Bombeiros, Tenente-Coronel Carlos Daniel, falou para a comitiva e para o assessor de gabinete da SSP sobre a situação dos bombeiros em Taquari. “Desde o início, quando foi aberto, não tinha o número suficiente de bombeiros militares para manter o quartel. O pessoal trabalhava com dois na guarnição, que é inviável em termos de segurança e eficiência”, afirmou.
“Não tem como manter o serviço com este efetivo. A gente vinha fazendo um esforço para manter aberto. Até na divisão de cotas de horas extras. Conseguimos manter aberto o quartel de Taquari até agora, mas chegou em um ponto onde não tem mais”, afirmou. Segundo ele, para manter a guarnição atualmente com dois militares, seriam necessárias, pelo menos, 700 horas extras. 
Desta maneira, o Tenente-Coronel ressaltou que o quartel de Montenegro voltará a atender Taquari. “Voltamos à situação de dois anos atrás”, afirmou. 
Ele disse aos presentes que a situação de Montenegro também é crítica. “Hoje, dois militares que fazem parte do efetivo de Taquari estão trabalhando em Montenegro para não fechar o quartel de lá, que atende dez municípios”, afirmou. 
O mesmo tem acontecido no Vale dos Sinos, que também é supervisionado pelo comandante. “Também temos fechado os quartéis de Sapucaia do Sul, Estância Velha e de outras cidades onde o número de ocorrência é muito maior. Em Novo Hamburgo a gente tá mantendo com sacrifício.”
Além disso, Daniel ressaltou a importância do quartel de Taquari para o Corpo de Bombeiros. “Estrategicamente, o Corpo de Bombeiros de Taquari é muito importante. Porque fica num ponto de comandamento muito importante para atender as ocorrências da BR-386 e RSC-287, onde ocorrem muitos acidentes de trânsito. Então, a importância deste quartel é notória, não só para Taquari, mas para todo o Estado”, afirmou. 
 
Prefeitura deverá ceder funcionários
 
Após ouvir o prefeito de Taquari e o comandante dos Bombeiros, o assessor de gabinete da SSP, Felipe Pires da Silva, afirmou que passará a situação de Taquari e dos demais municípios do Vale para os superiores. “Temos 300 bombeiros se formando agora no final de maio e no início de junho. Vou pedir para darem uma olhada e ver a possibilidade de enviar alguns para a região”, afirmou.
Diante da resposta, o prefeito Maneco perguntou se não havia a possibilidade de encerrar a reunião com a garantia de que um destes bombeiros que irão se formar poderão ser destinados para a região. Entretanto, o assessor de gabinete disse que não poderia garantir a esta solicitação.
Em seguida, o Tenente-Coronel falou que, caso a Prefeitura conceda funcionários, o quartel poderá voltar a abrir. “A gente deu uma saída para que o Município disponibilizasse funcionários para propiciar a reabertura do Quartel”, disse o Tenente-Coronel em entrevista a O Fato Novo.
“Na verdade, quando foi feito o convênio, já deveria ter constado uma participação de funcionários públicos municipais junto com os funcionários estaduais, que são os militares, para se manter o mínimo necessário para o funcionamento do quartel”, explicou. “E como se tem a dificuldade de efetivo no Estado, nada melhor que trabalhar com parceria.”
Segundo o Tenente-Coronel, de saída, seriam necessários pelo menos seis funcionários municipais. Eles receberiam o mesmo treinamento dos bombeiros voluntários, que dura em torno de 45 dias. “A previsão de início de treinamento é na segunda quinzena de junho. Então, em uns sessenta dias eles poderiam começar a atuar”, afirmou.
Questionado se o quartel de Taquari voltaria a funcionar no mês de junho, o Tenente-Coronel respondeu o seguinte. “A previsão é de que até o final do mês não abra. Enquanto não mudar a função do efetivo e não se enviar um número maior de horas extras, não tem possibilidade de abertura”, afirmou.
 
Vereadores começam mobilização
 
Depois da reunião, os vereadores de Taquari começaram a se mobilizar, ainda nesta semana, para reverter a situação do quartel. Eles prometeram conversar com as lideranças políticas de seus respectivos partidos com a finalidade de ajudar o quartel de Bombeiros.
Em entrevista a O Fato Novo, o vereador Clóvis Bavaresco (PP) afirmou que conversou com o deputado estadual e atual secretário estadual dos Transportes e Mobilidade, Pedro Westphalen, a fim de buscar uma forma de trazer efetivo para Taquari. 
Na quarta-feira, dia 17, o presidente da Câmara de Vereadores, Ademir Fagundes (PDT), esteve na na Assembleia Legislativa do Estado para encaminhar um ofício ao Deputado Estadual Ciro Simoni (PDT), solicitando o seu apoio para o aumento do efetivo do Corpo de Bombeiros. “Quero salientar que estamos trabalhando com dedicação para manter a unidade dos bombeiros em Taquari”, salientou Ademir.
Ainda na quarta-feira, o vereador Ramon Kern (PT) foi até Tabaí para pedir apoio ao vereadores do município para a manutenção da corporação dos Bombeiros de Taquari, que também atendia as ocorrências da cidade. Na ocasião, conforme Ramon, os membros do Legislativo garantiram o engajamento junto a suas bancadas de deputados.
 

VÍDEO

No dia 16 de maio, um bugio que estava no Bairro Praia teve um choque ao deitar-se sobre os fios de energia elétrica. Ele caiu dos cabos da rede e foi socorrido por pessoas que estavam nas proximidades, entre elas, o agricultor Seloí Lang, conhecido por Nego do Rincão, que fez massagem e assoprou sua boca.

mais vídeos

 
CLIMA
 
EDIÇÕES
Contato
(51) 3653.3795
(51) 3653.4719
(51) 9861.6358

Copyright © Jornal O Fato Novo 2013. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por