Taquari, 17 de Agosto de 2017
NOTÍCIAS
14/04/2017
Em três meses, sessenta placas de trânsito foram danificadas

A Prefeitura Municipal de Taquari informou que, nos últimos três meses, cerca de 60 placas de trânsito foram danificadas. Uma média de 20 placas destruídas por mês.
Conforme a responsável pela Equipe de Recuperação de Espaços Públicos do Departamento de Trânsito, Cleonice Almeida, grande parte das placas danificadas estavam instaladas no Parque do Meio. “Foi feito o asfalto no bairro há mais ou menos um ano e, desde então, já é a terceira vez que precisamos recolocar as placas”, afirma Cleonice. Diversas ruas, esquinas e intersecções do bairro tiveram placas arrancadas. 
Entretanto, os funcionários da Prefeitura têm constatado o mesmo problema em diversos pontos da cidade. “Outro dia fizemos pintura e colocamos uma placa proibindo estacionar ao lado da Farmácia Triângulo. Logo em seguida, ela já foi arrancada”, relata Cleonice. Ela também afirma que, muitas vezes, a equipe recoloca as placas arrancadas, mas que seguidamente elas voltam a ser danificadas.
O trabalho de recolocação já foi iniciado, principalmente nos bairros Centro e Rincão. Segundo a Prefeitura Municipal, o custo das placas fica entre R$138,00 (placa com adesivo) e R$ 188,00 (placa com adesivo + tubo). Foi feita a encomenda de mais 60 placas. Isso gerou um custo de aproximadamente R$ 9.000,00 aos cofres públicos. 
“É uma irresponsabilidade. As pessoas têm que entender que isso gera um prejuízo para o Município. Esse dinheiro poderia ser aplicado em outras áreas e a gente tem que ficar repondo essas placas”, ressaltou o Prefeito Emanuel Hassen de Jesus. “Cada um de nós tem que ter a consciência de que o bem público é de todos, e quando se destrói um patrimônio público, além de causar dano, está impedido um investimento em outra área.”
 

VÍDEO

No dia 16 de maio, um bugio que estava no Bairro Praia teve um choque ao deitar-se sobre os fios de energia elétrica. Ele caiu dos cabos da rede e foi socorrido por pessoas que estavam nas proximidades, entre elas, o agricultor Seloí Lang, conhecido por Nego do Rincão, que fez massagem e assoprou sua boca.

mais vídeos

 
CLIMA
 
EDIÇÕES
Contato
(51) 3653.3795
(51) 3653.4719
(51) 9861.6358

Copyright © Jornal O Fato Novo 2013. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por