Taquari, 14 de Dezembro de 2017
NOTÍCIAS
14/04/2017
FAZENDA VILANOVA: Câmara reduz gasto com diárias em 54% no trimestre

Os vereadores de Fazenda Vilanova estão economizando em um dos itens no qual mais dispendiam recursos por ano: o gasto com diárias. 
No primeiro trimestre de 2016, a despesa para cobrir viagens de vereadores que participaram de cursos em Porto Alegre e de audiências com deputados em Brasília, entre outros, foi de R$ 14.139,00. No ano, o gasto foi de R$ 56.732,40, colocando o Legislativo em segundo lugar no Vale do Taquari, atrás apenas de Muçum com despesa de R$ 69 mil. 
Neste ano, de janeiro a março, o gasto está em R$ 6.478,00. O valor só não é menor porque os vereadores seguem participando de cursos em Porto Alegre e tirando diárias cada um. Em fevereiro e março, o presidente do Legislativo, Luís Carlos de Brito (PMDB), os vereadores Sérgio Cenci Sobrinho (PP) e Dilceu Francisco da Silva e o servidor Thiago Francis da Cruz tiraram diárias de duas pernoites e uma sem pernoite para participar de cursos no Instituto Gaúcho de Assessoramento a Órgãos Públicos (IGAOP), realizados entre os dias 22 e 24 de fevereiro e 22 a 24 de março. Cada um deles foi ressarcido em R$ 459 em cada curso que participou.
Outra despesa que teve redução, conforme levantamento disponibilizado pela Câmara de Vereadores, é com combustível. No primeiro trimestre de 2016,  a despesa foi de R$ 10.819,98. Neste ano, foi de R$ 3.695,00, uma queda de 65,87%. Neste ano o vereador Sérgio Cenci Sobrinho cobrou o deslocamento para uma viagem a Brasília, em fevereiro. O vereador Britinho cobrou combustível para participar de curso no IGAOP, em fevereiro, no valor de R$ 672. Conforme Brito, nestes cursos foram tratados sobre o Regimento Interno das Câmaras, sobre a mesa diretora e as comissões, além de projetos de lei. “No segundo curso foi continuação”, conta.  
A economia com essas duas despesas no primeiro trimestre de 2017, em relação ao mesmo período do ano passado, foi de R$ 14.785,05.  
O presidente do Legislativo explica que com os recursos economizados pretende dar início à construção do prédio próprio da Câmara. “Estou economizando para isto aí”, destaca.  
 
Leo Mota diz que não são liberadas diárias a ele
 
O vereador Leo Mota (PSD), no ano passado, quando presidiu o Legislativo foi o que mais tirou diárias, com R$ 4.754,00, só no primeiro trimestre de 2016. Neste ano, ele não aparece na lista dos vereadores que tiraram diárias. Mota tem participado de eventos, como as audiências públicas realizadas em Porto Alegre e Lajeado, que trataram da instalação de uma praça de pedágio em Fazenda Vilanova. Nesta semana, o vereador disse a O Fato Novo que não estão sendo liberadas as diárias a ele. “Tá sendo negado, enquanto que alguns outros (vereadores) estão saindo”, destacou. Ele citou ainda o Artigo 19 do Regimento Interno da Câmara de Vereadores, que diz que “Compete à Mesa tomar as providências necessárias à defesa dos direitos dos vereadores decorrentes do exercício do mandato”. Mota destaca que acionará o Ministério Público e que a Mesa Diretora da Câmara, formanda pelo presidente Luís Carlos de Brito, Sérgio Cenci Sobrinho (PP), Marcos Roberto de Souza (PP) e Marcos Adriano Lerner (PDT), também responde sobre a questão. “Qualquer coisa que for negada a mim, eles respondem junto. Não é somente o presidente”, destacou.
O presidente explicou que nesta semana Mota enviou um ofício pedindo a liberação para fazer uma viagem a Brasília, no entanto, Brito pretende liberar apenas no segundo semestre. Ele justifica que Sérgio Cenci viajou em fevereiro e que solicitou se os demais colegas tinham demandas para encaminhar, o que poderia ser feito por ele.  
 

 

VÍDEO

No dia 16 de maio, um bugio que estava no Bairro Praia teve um choque ao deitar-se sobre os fios de energia elétrica. Ele caiu dos cabos da rede e foi socorrido por pessoas que estavam nas proximidades, entre elas, o agricultor Seloí Lang, conhecido por Nego do Rincão, que fez massagem e assoprou sua boca.

mais vídeos

 
CLIMA
 
EDIÇÕES
Contato
(51) 3653.3795
(51) 3653.4719
(51) 9861.6358

Copyright © Jornal O Fato Novo 2013. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por