Taquari, 29 de Abril de 2017
NOTÍCIAS
14/04/2017
MISTURA FINA: Grupo ligado ao MST retorna às terras da Fepagro

As terras da Fundação Estadual de Pesquisa Agropecuária, situadas no Campo do Estado, continuam ocupadas por sem-terras. O grupo Herdeiros de Taquari, que acampava na área desde 2016, deixou o local no início do ano, no entanto, outras pessoas, ligadas ao Movimento Sem Terra, voltaram a ocupar as terras.
Os Herdeiros de Sepé estão no lugar há cerca de dois meses. De acordo com um dos integrantes, Dinho Meireles, o grupo, formado por 38 famílias, é o mesmo que ocupou a área em 2014 e, na época, deixou o local para negociação das terras junto ao Governo do Estado. “Nós fomos para os acampamentos do MST, andamos por Tapes, São Lourenço e Charqueas. A gente tinha saído da área para o governo negociar, tinha que estar desocupada. Nós demos o prazo de dois anos para negociar. Agora fechou esses dois anos e nós voltamos”, explica.
Segundo os ocupantes, já plantaram cebola e alho no local e outras culturas próprias para a época devem ser plantadas nos próximos dias “Estamos fazendo uma horta coletiva também. Cada um planta um pouco individual, este tipo de coisa que dá para colher agora no inverno”, informa Dinho. O grupo segue a negociação das terras, via MST e Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA).
Ontem, o Mistura Fina procurou os servidores da Fepagro para saber o posicionamento da fundação sobre o caso, no entanto, não conseguiu contato.
 
Momento decisivo
 
Muito louvável a iniciativa da administração municipal em convocar a comunidade para uma audiência pública, a ser realizada às 19h30 da próxima terça-feira, 18 de abril, no Theatro São João. O objetivo é debater sobre a possibilidade do investimento de cerca de R$ 5 milhões para a instalação da Zanc Assessoria de Cobrança,  um call center no prédio do antigo Idesc, no Bairro Caieira. A empresa geraria 600 empregos diretos e a administração promete apresentar na audiência todos os detalhes do projeto. Mas, na opinião do Mistura Fina, a audiência só atingirá seu objetivo se a população comparecer, acompanhar com atenção tudo o que será explicado e, depois, se manifestar consciente e responsávelmente quanto ao que é melhor para Taquari. Agora é hora de efetiva participação, pois o que está em jogo é muito importante. Se o investimento é grande, a geração de emprego, na escala em que está sendo anunciada, também. Participe, não se omita, não deixe os outros decidirem por você. 

 

VÍDEO

No dia 16 de maio, um bugio que estava no Bairro Praia teve um choque ao deitar-se sobre os fios de energia elétrica. Ele caiu dos cabos da rede e foi socorrido por pessoas que estavam nas proximidades, entre elas, o agricultor Seloí Lang, conhecido por Nego do Rincão, que fez massagem e assoprou sua boca.

mais vídeos

 
CLIMA
 
EDIÇÕES
Contato
(51) 3653.3795
(51) 3653.4719
(51) 9861.6358

Copyright © Jornal O Fato Novo 2013. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por